Archive for setembro, 2015

Receita de picolé para crianças

25 set

É primavera, o verão já está virando a esquina e com esse calor que tem feito,uma solução bacana para refrescar são os picolés caseiros! E se eles forem saudáveis para as crianças? As frutas e os sucos são grandes aliados e devem fazer parte do cardápio deles, pois estão em formação.  Confere só:

abre

Picolé cremoso de morango –  É possível preparar um delicioso picolé cremoso de morango! Basta bater no liquidificador iogurte desnatado com pedaços de morango e adoçante a gosto. Com a mistura em potinhos ou até mesmo em fominhas de gelo, espete um palito de sorvete e leve ao freezer. Depois de algumas horas você tem um lanchinho gostoso, refrescante e pouco calórico.

Picolé saboroso de kiwi –  Para preparar um gostoso  e saudáel picolé de kiwi basta ter em mãos pedaços e o suco da fruta e uma forminha de gelo ou sorvete. Os pedaços de kiwi deixam a sobremesa light mais bonita e oferecem maior saciedade.
tricolor
Picolé tricolor - Além de bonito e saudável, esse picolé é um mix de sabores. Separe um pouco de kiwi, manga e morango. Bata cada fruta separadamente com um pouquinho de água até formar uma espécie de purê e coloque em vasilhas separadas. Em uma forminha ou copinho coloque uma porção da primeira fruta, espete o palito e leve ao congelador. Depois de um tempo, retire do congelador e acrescente a mistura da segunda fruta. Repita o procedimento para a última mistura de fruta e leve ao congelador novamente.

 

 

 

Bangkok com crianças

18 set

41

Visitar praias incríveis, ser abençoada, ver finalmente os monges hindus de perto (e se consultar com alguns deles), andar de elefante no meio da selva, aprender a fazer pad thai, visitar tribos remotas de mulheres girafas nas montanhas, descobrir o que é o Kaffir e o verdadeiro curry, andar de tuk tuk pelas ruas de Bangkok, visitar templos maravilhosos, fazer massagem, tudo isso, e muito mais, você pode fazer na Tailândia. E com crianças. Ok, just in case: para estas áreas, não custa lembrar de alguns cuidados que tomamos e que dividimos aqui: 1) se possível, reserve hotéis em locais mais altos; 2) se quiser mesmo ficar na beira da praia, tente quartos num segundo andar; 2) ao chegar em uma ilha, procure descobrir sempre qual a rota de fuga em caso de tsunamis; 3) acredite nos sinais da natureza: revoadas de pássaros, etc; 4) escolha bem os restaurantes onde vai comer, e evite, de todas as formas, dar comidinhas de barraquinhas para os filhotes. Dito isto… Repara só no naipe de lá!

51-800x533 81-800x533 121-800x533
KOH-PHI-PHI-O-QUE-FAZER-800x600 MOSQUIT-ISLAND-ONDE-FICAR-800x600

Embarcando em 3,2,1? :) Ok, mas antes, vamos decidir quanto tempo ficar, e por onde começar. Se você tem tempo, um mês é legal. Com crianças, se o trajeto até Tailândia numa esticada só fica puxada, uma ideia é fazer stop de alguns dias na Europa, na ida ou na volta.

Começando por Bangkok!

Foi onde nossa viagem pela Tailândia começou. Aqui, ficamos perto da Kao San Road, a parte mais antiga, mais caótica, e muito curiosa de Bangkok. Alguém se lembra de Se Beber não case? É tipo isso… A região da Kao San também é mais central para visitar os templos. Três noites em Bangkok são suficientes: você terá tempo para visitar os mercados flutuantes, os principais templos, ir a algum shopping mega blaster e descobrir o lado luxury da capital, jantar num restaurante rooftop e experienciar numa boa a cidade.
KAO SAN ROADdusitdusit1

Dos mercados flutuantes, elegemos o de Damnoen Saduak, que fica a uns 100 km da capital (eles vão querer vender um tour casado com o Tiger Temple.Não aceite!). O pesseio pelo mercado montado na beira dos canais leva uma hora, custa cerca de 600BT (R$45) e sim, é um pouco corrido. Pelo caminho, barracas, lojas montadas em palafitas, e centenas de barcos vendendo todo tipo de coisas: frutas, frituras, incensos, bugigangas, shows de cobra. Pelo caminho, além de todo o comércio, muitas casas montadas sobre palafitas, onde pessoas levam uma vida super normal, com cachorro, garagem, vizinhos.

siam1siamKAO-SAN-800x533

No quesito templos para visitar, achamos mais fácil fazer uma listinha:

  • O Gran Palace: é o melhor exemplo de arquitetura tailandesa e um dos locais mais belos de Bangkok. Construído em 1782, é uma cidade dentro da cidade, com vários edifícios (inclusive foi casa da família real durante anos). Aqui fica também o famoso Buda de esmeralda (dentro do templo Wat Phra Kaew), esculpido em jade da cidade de Chiang Mai e um dos mais reverenciados de todos os Buda Tailândia.
  • Wat Pho: É onde fica o templo do Buda Reclinado,  a maior figura do Buda em posição deitada ou reclinada da Tailândia, com 43 metros de comprimento e feito em folha de ouro. Também aqui fica a escola de massagem da Tailândia. Não deixe de fazer uma massagem aqui. É a melhor de todos os tempos.
  • Wat Indra Viharn: o Grande Buda, agora em pé! Tem 32 metros de altura! Aproveite e ritualize: aceite as folhinhas de ouro oferecida pelos monges, e cole no pé da estátua agradecendo pela vida.
  • Wat Arun: Visite ao entardecer, quando fica mais lindo ainda. Fica nas margens do Rio Chao Praya.

 

 

 

Receita ilustrada: bolo de milho

11 set

abre bolo de milho

Quando os dias frios batem por aqui, nada melhor do que se reunir com a família e colocar a mão na massa junto com os pequenos. Que tal fazer esse delicioso Bolo de Milho? Acompanhe a receitinha e voià lá!

Bolo milho ilustrado 1

Ingredientes
•             1 xícara (chá) leite
•             1 xícara (chá) óleo (não muito cheia)
•             3 ovos
•             ½ xícara (chá) açúcar
•             1 xícara de flocos de milho
•             1 lata de milho (com água e tudo)

Bolo milho ilustrado 2
Preparo
•             Bater bem no liquidificador e acrescentar uma colher bem cheia de fermento.
•             Levar ao forno em forma untada.
 

Para filhotes compositores e VJs

04 set

patatap
Com o Patatap é possível criar música com formas, cores e movimento. Através do teclado do tablet, do celular, ou computador, uma ampla gama de efeitos pode ser ativada num processo de criação sinestésico e integrado. Os filhotes adoram.

Untitled-1

patatap-lullatone-jono-brandel_cover

patatap2

screen_shot_20140328_at_12.27.46_0

patatap-0666

Untitled-3

3028316-inline-i-1-music-synth

maxresdefault

Screen-Shot-2014-08-22-at-5.16.34-PM-13

Segundo seus criadores, a história por trás da expressão estética de sinestesia surgiu das pinturas de Piet Mondrian e Wassily Kandinsky e os primeiros vídeos de Viking Eggeling e Norman McLaren, para as animações contemporâneas. O Patatap leva elementos de todos esses visionários e tem como objetivo apresentar este conceito de forma direta.